Eleição de nova comissão do impeachment acontecerá nesta quinta, confirma Eduardo Cunha

Indicados por líderes partidários, membros serão eleitos por voto aberto e caberá ao Senado rever, se for o caso, decisão do Plenário da Câmara que autorizará ou não abertura do processo contra presidenta da República (ATUALIZADO ÀS 21H) OUÇA ENTREVISTA DO EDUARDO CUNHA

BRASÍLIA — O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ), afirmou que a eleição da nova comissão especial do impeachment acontecerá nesta quinta-feira, 17.

Hoje, os ministros do Supremo Tribunal Federal concluíram o julgamento dos recursos da Câmara dos Deputados contra as regras que haviam sido definidas pelo próprio STF para a tramitação do processo de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff.

Assim, a comissão especial da Câmara encarregada de analisar o impeachment precisará ter os seus integrantes eleitos por voto aberto, mediante indicação dos líderes partidários. Além disso, ficou definido que o Senado terá o poder de rever uma eventual decisão do Plenário da Câmara de autorizar a abertura do processo contra Dilma.

No julgamento do STF, apenas os ministros Dias Toffoli e Gilmar Mendes votaram a favor dos recursos da Câmara. (Com informação da Agência Câmara)

OUÇA AQUI: